A Bandeira e o Escudo de Guimarânia

A Bandeira

A Bandeira e o Escudo do município foram criados pela Lei nº 218, da Câmara Municipal de Guimarânia, de onde foram extraídos os textos a seguir:

Bandeira de Guimarânia

Art. 1º - A Bandeira Municipal de Guimarânia, de autoria do heraldista e vexilologista ( Vexiologia é o estudo das bandeiras, estandartes e insígnias e das suas simbologias ), Prof. Arcinoé Antonio Peixoto de Faria, da Enciclopédia Heráldica Municipalista, será terçada em faixa, sendo as faixas externas de vermelho, com cinco módulos de largura e a central branca de quatro módulos. Carregada de sobre-faixa verde de dois módulos, que parte do vértice de um triângulo isósceles branco firmado na tralha, onde o brasão municipal é aplicado.

(…)

§ 2º - A Bandeira Municipal de Guimarânia obedece a essa regra geral, sendo por opção “Terçada em Faixa”. O Brasão aplicado na Bandeira representa o GOVERNO MUNICIPAL e o triângulo isósceles branco onde é contido, representa a própria CIDADE-SEDE do município — é um triângulo símbolo de liberdade, igualdade e fraternidade, segundo os pedícitos da Revolução Francesa e a cor branca simboliza a paz, trabalho, prosperidade, pureza e religiosidade. As faixas banca central carregada de sobre faixa verde representam a irradiação do Poder Municipal, que se expande a todos os quadrantes de seu território — a cor verde é símbolo de honra, civilidade, cortesia, alegria, abundância; é a cor simbólica da “esperança” e, a esperança é verde, porque lembra os campos verdejantes na primavera, fazendo esperar copiosa colheita. As faixas externas de vermelho representam as PROPRIEDADES RURAIS existentes no território municipal — a cor vermelha é símbolo de dedicação, amor-pátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia. […]

O escudo

Brasao de Guimarânia

O escudo clássico flamengo-ibérico usado para representar o brasão de Armas de Guimarânia, foi um dos primeiros estilos introduzidos em Portugal, como evocativo da raça colonizadora e principal formadora da nossa nacionalidade.

A coroa mural que o sobrepõe é o símbolo universal dos brasões de domínio que é de argente (prata) de seis torres, das quais apenas quatro são visíveis em perspectiva no desenho: classifica a cidade representada na terceira grandeza, ou seja, sede de município a iluminura de goles (vermelho), pelo significado heráldico da cor, é condizente com os predicados próprios dos pioneiros colonizadores e dos dirigentes da comunidade.

O campo de argente (prata) do escudo é símbolo de paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza, religiosidade. A bala de goles (vermelho) contida no escudo é beca honrosa de primeira ordem concedida a cavaleiros que se tenham destacado na luta contra os mouros e o leão rompante, tudo tirado do brasão dos Guimarães, o leão não é arminhado - trata-se de peça parlante, pois evoca o topônimo que a cidade ostenta em homenagem aos gêmeos Pedro Francisco e Francisco Pedro Guimarães - no Armonial Lusitano vamos encontrar que este apelido foi tirado do topônimo Guimarães ( cidade portuguesa) por várias pessoas em diversas épocas.

A cor goles (vermelho) é símbolo de dedicação, amor-pátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia. Acantonados em chefe (parte superior do escudo) e acompanhando a bala, as cruzes páteas de goles (vermelho) e vazias do campo (prata), lembram o espírito cristão de seu povo, patenteado desde os primórdios da fundação do povoado, com a construção de uma capela por Eduardo José de Miranda, em terreno doado por Francisco Pires de Camargo.

Nos ornamentos exteriores, está representado o principal produto (fumo) oriundo da terra dadivosa e fértil, exportado para todo o país, celebrizando a marca "Capoeirinha" e produzido em local de mesmo nome em terras do município. No listel de goles (vermelho), em letras argentinas, inscreve¬-se o topônimo identificador "Guimarânia" ladeado pela data de instalação do Município "01/03/1963".

Fonte: Portal descubraminas nov/2006.

Fonte: NUNES, Anatildes Francisca et al. HISTÓRIA DE GUIMARÂNIA: o que o povo conta e os documentos registram. Belo Horizonte: Editora Gráfica Silveira, 2012, p.63-64.

 

 

Rua Guimarães n.º 280 - Centro - CEP 38.730-000 - Guimarânia/MG - Contato: (34) 3834.2000 - email: gabinete@guimarania.mg.gov.br

 

Autorizada reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, desde que citada a fonte.

© 2017 Prefeitura Municipal de Guimarânia - Site desenvolvido por Dr. Designs